Vídeo de padre colocando funkeiros para correr em Prudente de Morais viraliza na internet; entenda

foto reprodução

Uma cena inusitada causou um alvoroço na internet no último final de semana. Um padre
“tocou” várias pessoas que participavam da gravação de um vídeo clipe na porta da Igreja
Matriz de Santo Antônio, localizada no centro de Prudente de Morais. O fato gerou vários comentários e inúmeros compartilhamentos nas redes sociais.

Nos sábado aconteceu a gravação de um vídeo clipe do MC TH7, que é morador de Prudente. As imagens foram produzidas no município, com autorização da Prefeitura Municipal, através de alvará, e com anuência da Polícia Militar. O problema é que o alvará foi expedido para a Praça do Rosário e não para a Praça da Igreja Santo Antônio, onde ocorreu o “problema”.

Explicações

Segundo o MC TH7, houve um erro de comunicação. “São três praças bem próximas. A minha equipe resolveu gravar uma pequena cena naquele local (em frente à igreja) para aproveitar a luz do final do dia. O erro não poderia ter acontecido, mas não desrespeitamos ninguém. Logo em seguida, nos retiramos do local”, explicou.

Já o Padre Roberto Vicente descreveu o fato como uma extrapolação do respeito a um templo sagrado. “Fiz o que deveria ser feito e farei quantas vezes for necessário”, resumiu, sem importar com a fama causada pelo vídeo.

Outro questionamento é quanto ao posicionamento da Polícia Militar, já que o 4º Pelotão da 11ª Cia Independente fica ao lado da Igreja. O Tenente Messias, Comandante da cidade, explicou que a polícia tinha conhecimento da gravação, esteve no local, e verificou toda a documentação. “Não houve solicitação de perturbação. A viatura fez um ponto base durante um período do evento.

Não houve solicitação durante a gravação ou após esse desentendimento”. A Prefeitura, por sua vez, confirmou que concedeu alvará para a Praça do Rosário e não para a Praça da atriz. “Portanto, eles não estavam autorizados para estar onde estavam”, disse o Prefeito José Roberto.

Pedido de desculpas

Após o mal-entendido, o MC TH7 emitiu uma nota esclarecendo o ocorrido e pedindo desculpas pelo erro. “Aproveito o espaço do jornal para pedir desculpas, principalmente ao Padre. É um trabalho sério com toda uma equipe por trás. Queremos levar o nome da cidade para outros lugares. Não tínhamos a intenção de prejudicar ninguém”, concluiu.

Padre Robertinho, da diosece de Sete Lagoas, expulsa funkeiros da porta da igreja em Prudente de Morais.

Padre Robertinho, da diosece de Sete Lagoas, expulsa funkeiros com som automotivo da porta da igreja em Prudente de Morais.

Publicado por Tecle Mídia em Domingo, 18 de agosto de 2019

Com Por Dentro de Tudo

 

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA