Depois de grave acidente entre Sete Lagoas/BH, pai de Pedro Arthur faz vaquinha para operar

Pai de Pedro Arthur sofreu um acidade de moto e precisou se aposentar pelo INSS

Após sofrer um grave acidente de moto e precisar se aposentar por invalidez, Rodrigo Diniz, de 45 anos, pai do garoto Pedro Arthur, de 16, que se tornou um símbolo nacional no combate à meningite, pede ajuda nas redes sociais para salvar a própria vida e continuar com o tratamento do filho.

No dia 26 de abril do ano passado, Rodrigo se acidentou de moto na BR-040, quando seguia de Sete Lagoas para Contagem, na região metropolitana. No acidente, ele teve fraturas múltiplas, além de uma perfuração na bexiga. Por meio de uma arrecadação virtual, ele pede ajuda para custear uma cirurgia no punho direito, que ainda está quebrado e custa em média R$ 8 mil, e sessões de fisioterapia do assoalho pélvico para tratar de uma incontinência urinária. Cada sessão custa, em média, R$ 150,00.

“Tenho que arcar com as consultas médicas que o SUS não cobre, além de ter os gastos do Pedro e gastos pessoais da minha família”, conta. As doações estão sendo feitas no site www.vakinha.com.br/vaquinha/ajude-o-rodrigo-diniz. O objetivo é arrecadar R$ 30 mil, mas, até o momento, apenas 2,68% da meta foram alcançados, o equivalentemente a R$ 805,00.

Dificuldades. Pedro é o filho mais velho de Rodrigo e Gabriela. Além dele, o casal também tem o Bernardo, 7 e Julia, 12. A família também está enfrentando outros desafios devido ao acidente de Rodrigo. Por ter sofrido diversas lesões, ele precisou se aposentar pelo INSS e o dinheiro da aposentadoria, segundo Rodrigo, não cobre os gastos médicos dele, nem do filho Pedro Arthur, que respira com ajuda de aparelhos.

A família, que morava em uma casa em Contagem, precisou se mudar para Sete Lagoas. Eles não conseguem pagar as contas, nem mesmo do transporte para irem aos hospitais em Belo Horizonte.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA