Cinco detentos são transferidos após suposta ordem de ataque a ônibus em Sete Lagoas

A operação conta também com o apoio da Tropa de Elite da Policia Civil

Cinco presos custodiados no Presídio “Promotor José Costa” foram  transferidos neste sábado (22),  para outras unidades prisionais do Estado. Segundo informações, eles estariam envolvidos no crime ocorrido na madrugada de sábado, quando criminosos atearam fogo em um ônibus da empresa Turi.

A transferência é resultado da ação conjunta das Forças de Segurança Pública, que após reunirem na tarde deste sábado definiu estratégias para a identificação dos criminosos  envolvidos, sendo que uma mulher foi presa neste sábado, na porta do presídio, ainda sem maiores informações. A “Operação Preventiva” continua em andamento na cidade.

Após atear fogo em ônibus neste sábado em Sete Lagoas, criminosos deixaram um bilhete : ” Vai ter mais”. A  reunião estratégica na tarde de sábado (22), na sede da Delegacia Regional com a presença do Delegado Regional, Félix Von Dollinger, do Tenente Coronel Luiz Marinho do 25º BPM e do Diretor Regional da 19 RISP de Polícia Penal Raimundo Leonardo , do Diretor do Presídio Edson Peixoto e do Assessor Regional de Inteligência da Polícia Penal.

A reunião definiu  pela realização de  uma “Operação  Preventiva” em conjunto, para o combate a ação de criminosos que atearam fogo em um ônibus da Turi na madrugada de sábado, quando o veículo retornava para a garagem da empresa para abastecer. O Helicóptero da PMMG está sobrevoando a cidade e região.

A operação conta também com o apoio da Tropa de Elite da Policia Civil -CORE da Coordenadoria de Recursos Especiais de Minas.

O Comando de Operações especiais COPE/ Polícia Penal continua no Presídio e na cidade para apoio até mesmo em abordagens na rua.




O Crime

O ônibus ficou completamente destruído

Segundo informações de funcionário da Turi,  na rua Benedito Valadares,  havia um ônibus da empresa em chamas. Num primeiro momento não havia suspeição da autoria dos fatos, tampouco qualquer indício de que o incêndio seria criminoso.

Uma guarnição PM,  compareceu ao local e registrou os fatos e o Corpo de Bombeiros foi acionado para conter as chamas. Aproximadamente uma hora depois o funcionários da referida empresa contataram a PM novamente, uma vez que encontraram no pára-brisas do ônibus um bilhete informando a motivação do incêndio, que aparentemente foi de cunho reivindicatório com relação à situação de maus tratos aos presidiários e aos familiares destes, quando das visitas.

Devido a intensidade das chamas o veículo teve grande parte de sua lataria e interior danificados, bem como todos os bancos queimados, vidros, portas laterais e teto. Além dos danos ao veículo, houve o muro direito de acesso a rua da escola municipal Doutor Milton campos no muro foi danificado, com descamação de reboco e pintura e quebra de janela Blindex.

Nas últimas semanas, aconteceram duas mortes no presídio, sendo um homicídio quando um detento já teria assumido a morte do colega de cela e outra na quinta-feira desta semana, quando um preso teria sofrido um mal súbito e veio a óbito.

Segundo fontes ligadas ao presídio, medidas e ações vem sendo tomadas no sentido de impedir a entrada de produtos ilícitos,  como droga e aparelho celular o que pode provocar ações criminosas de dentro do presídio para comparsas do lado de fora. A situação no Presídio é tranquila.

FONTEPortal Sete
COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA