Morador de Prudente de Morais protesta sozinho contra a instalação de pedágio na MG-424

Um morador de Prudente de Morais protestou sozinho, na sexta, sábado e domingo, dias, 22, 23 e 24, contra a instalação de pedágios na MG-424. O protesto aconteceu próximo a Embrapa, entre Prudente e Sete Lagoas.

O homem, que pediu para não ser identificado, pintou o papelão com a frase “Não ao Pedágio”.

A rodovia MG-424, que liga os municípios de Sete Lagoas e Pedro Leopoldo, na região Metropolitana de BH, será administrada pelos próximos 30 anos pelo consórcio Previcon. Segundo secretaria de estado de Infraestrutura as obras no trecho podem começar ainda este ano.

As propostas das empresas interessadas em gerir a rodovia foram abertas na Cidade Administrativa no dia 15 de julho. A proposta vencedora foi a do consórcio Previcon, pelo valor de R$ 406,1 milhões.

“A MG-424 é mais uma concessão do governo do estado, vai ser concedida prevendo a duplicação de Pedro Leopoldo até Sete Lagoas, resolver problemas de interferências na pista. Já conversamos com empresários e prefeituras da região, que nos trouxeram demandas. Agora vamos sentar com a empresa que venceu o leilão para fazer eventuais ajustes para contemplar as demandas, inclusive a localização da praça de pedágio, que foi uma discussão feita lá atrás”, explicou o secretário de estado Fernando Marcato.

Segundo o secretário, a assinatura do contrato será feita nas próximas semanas e a expectativa é que a empresa comece a fazer obras de melhorias na estrada a partir de agosto ou setembro.

FONTEPor Dentro de Tudo
COMPARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. As melhorias a ser feitas deve ser as praças de pedágios. São as melhorias que fazem primeiro, a duplicação será ao longo dos 30 anos. Costumam entregar a rodovia e não fazerem a duplicação. Pagamos IPVA caro atualmente é taxa de licenciamento, agora teremos que pagar pedágio. Brasileiro aceita tudo e votem em Zema.

DEIXE UMA RESPOSTA