Torcedor que infartou no Horto dividia paixão pelo Galo com filho de 5 anos

Em um último vídeo publicado no Instagram, Luciano faz embaixadinhas e brinca de controle de bola com o menino na esplanada do Mineirão

Luciano Oliveira Palhares era apaixonado pelo Galo, seu time do coração

A paixão pelo Atlético e pelo futebol é algo que o consultor de seguros, Luciano Oliveira Palhares, de 34 anos, fazia questão de mostrar. O torcedor, que faleceu vítima de um infarto, nessa quarta-feira (17), durante a partida entre Atlético e Cruzeiro, no estádio Independência, tinha em suas redes sociais diversos registros que comprovam sua forte ligação com o time alvinegro e com o esporte. Luciano era casado e infartou ao lado filho de 5 anos, com quem assistia ao jogo no estádio.

O gosto pelo esporte era compartilhado com o filho Rafael. Em um último vídeo publicado no Instagram, Luciano faz embaixadinhas e brinca de controle de bola com o menino na esplanada do Mineirão. Outras fotos mostram ele em peladas com amigos e nos estádios assistindo aos jogos do Atlético.

Luciano era o filho do meio de uma família de quatro irmãos, todos atleticanos. E assim como o filho aprendeu com ele, foi o patriarca da família, Walfrido Palhares dos Santos, de 83 anos, quem passou a paixão pelo Atlético a todos, segundo o irmão Leonardo Cézar Palhares, de 44 anos.

“Somos loucos pelo Galo igual nosso pai. Desde que somos meninos ele nos levava aos jogos. Hoje, por estar mais velho, não nos acompanha mais, mas passou para a gente essa paixão. E o Luciano era assim. Todo jogo ele ia ao estádio e levava o filho. Respiramos futebol”, comentou.

Segundo o irmão, a família ainda não sabe o que causou o mal súbito em Luciano, mas, que embora  o consultor de seguro levasse uma vida saudável e praticasse muito esporte, na família, há histórico de doença cardíaca. A mãe deles morreu, também vítima de um infarto aos 53 anos de idade.

“Luciano sempre jogou bola e praticou esporte. Todas as terças a gente tinha uma pelada e fim de semana também. Jogamos na várzea. Futebol está no nosso sangue, mas na nossa família temos histórico, perdemos nossa mãe também por infarto”, explicou, que também estava no estádio no jogo, mas não ao lado do irmão.

“A última conversa que tive com ele foi uma foto que me enviou ao lado do filho entrando no Independência, já que estávamos em setores diferentes. Então não sei exatamente o que aconteceu, uma mulher que estava ao lado, disse que ele caiu, um pouco antes do gol do Cazares”, relatou Leonardo.

“A gente fica sem entender, procurando explicação. É uma dor muito grande”, lamentou.

Morte

Luciano morreu a caminho do Hospital João ​XXIII após sofrer dois infartos. O primeiro ataque cardíaco ele teve ainda no Independência, onde assistia ao jogo ao lado do filho e de dois irmãos. O homem chegou a ser socorrido pela equipe médica do estádio e foi entubado ainda no campo. Segundo apurou a reportagem, ele foi encaminhado em uma ambulância e levado para o hospital, mas teve uma segunda parada cardíaca e não resistiu, chegando a unidade já sem vida.

Pelo Twitter, Atlético e Cruzeiro lamentaram o falecimento do torcedor, se solidarizando com familiares e amigos.

COMPARTILHAR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA